MY JAZZ
 

 
este é um blog para fazer jus ao jazz...
 
 
 



Jornalismo e Comunicação

Aula de jornalismo

Gazetablog

JazzPortugal

Briefing
 
 
sábado, setembro 27, 2003
 
Jazz Visível
Não poderia deixar de fazer referência à exposição de fotografia de Bruno Espadana, a realizar no Catacumbas Jazz Bar. A exposição tem como título "Jazz & Blues", sendo costituída por material fotográfica recolhido em ensaios e espectátulos de banda que circulam em torno do universo do jazz e blues.

sexta-feira, fevereiro 21, 2003
 
História do Jazz
O Jazz nasce dos Blues, das work songs dos trabalhadores negros norte-americanos, do espiritual negro protestante e Ragtime. O termo Jazz começa a ser usado no final dos anos 10 e início dos anos 20, para descrever um tipo de música que surgia nessa época em New Orleans, Chicago e New York.
Nos anos 20, CHicago surgia como um importante centro jazzístico, rivalizando com Nova Iorque que era, indiscutivelmente a "Meca" do Jazz. Nestes tempos, podia-se distinguir os nomes de Bix Beiderbeck, Benny Goodman e Pee-Wee Russell e a famosa orquestra de Paul Whiteman. Devemos especial menção aos trabalhos pianísticos de Willie "The Lion" Smith, Eubie Blake e James P. Johnson, antológicos músicos que serviram de inspiração a outros grandes e famosos pianistas futuros.
Em 1930 o Jazz já possui uma "massa crítica" considerável, encontrando-se consolidadas várias grandes orquestras, como as de Duke Ellington, Count Basie, Cab Calloway e Earl Hines. É neste período que os nossos já conhecidos Benny Goodman, Louis Armstrong, Duke Ellington, assim como outros, saem do anonimato e consagram-se pelo seu trabalho.
A evolução histórica do Jazz, tal como qualquer outro tipo de arte, segue um padrão de movimento pendular, com tendências que se alternam apontando em direcções opostas. Em meados dos anos 30 surge o primeiro estilo maciçamente popular do jazz, o swing, dançante e que agradava imensamente às multidões durante a época da guerra. Em 1945 surge um estilo muito mais radical e que fazia menos concessões ao gosto popular, o bebop, que seria revisto, radicalizado e ampliado nos anos 50 com o hard bop. Em resposta à agressividade do bebop e do hard bop, aparece nos anos 50 o cool jazz.
O Jazz viveu assim: ora apoiando-se me estilos inovadores ora vivendo de fusões, mas sempre mantendo uma identidade própria.
Actualmente, o Jazz está plenamente difundido em diversos lugares do mundo. o Jazz hoje é praticado com qualidade na Inglaterra, França, Israel, Portugal, Dinamarca, Brasil, Alemanha, Japão, Espanha e em outros importantes centros culturais, contrariando,assim, o domínio exclusivo dos Estados Unidos, nas décadas passadas.
Esperemos que o Jazz não ceda às pressões do tempo e não se dissolva, conservando sempre a sua essência.



sexta-feira, janeiro 17, 2003
 
Concerto duplo de jazz no CCB

Terá lugar no grande Auditório do CCB, em Lisboa, no dia 18 de Janeiro, um concerto duplo de jazz. Neste evento, juntar-se-ão nomes como Steve Lacy (saxofonista e compositor) e Lee Konitz (saxofonista); a pianista Geri Allen e o baterista Joey Baron darão, igualmente, o seu contributo neste espectáculo.
Este espectáculo será dividido em duas partes, sendo a primeira parte protagonizada pelo duo Steve Lacy e Geri Allen - sax soprano & piano.
A segunda parte estará a cargo de Lee Konitz e Joey Baron - duo sax alto & bateria.

Este encontro vai permitir explorar e cultivar relações em duo e cruzar gerações diferentes do Jazz.
Para mais informações, vá a www.ccb.pt .

domingo, dezembro 15, 2002
 
Aproveite os seus fins de semana da melhor forma, quem sabe ao som de uma música soft, quem sabe ao som do jazz... poderá assistir, num ambiente calmo e descontraído, a música ao vivo, todos os fins de semana, no Jazz Bar, o famoso Bar que lhe sugere o que de melhor se vai fazendo por cá, na onda jazz.

 

 
   
  This page is powered by Blogger, the easy way to update your web site.  

Home  |  Archives